Vale a pena fazer um curso técnico antes do curso de graduação?

A necessidade se profissionalizar e ser o diferencial no mercado de trabalho é grande, e por isso, é preciso avaliar as modalidades de ensino disponíveis.

O curso técnico tem ganhado bastante espaço com o público, mas será que vale a pena cumprir a formação antes de uma graduação? Para descobrir e entender o funcionamento das duas categorias, leia o texto abaixo:

Curso Técnico

O curso técnico é uma formação mais específica e já capacitou diversos profissionais. Os cursos desta modalidade são os mais promissores para o próximo ano e possuem altos índices de empregabilidade.

Quem vai optar por esta formação, deve saber que existem diversas alternativas que podem não só facilitar o acesso ao curso técnico, mas também garantir bolsas de ensino totalmente gratuitas.

Um bom exemplo destas inciativas é o MEDIOTECque proporciona a facilidade para os estudantes que querem alcançar o seu certificado de curso técnico.

O mercado de trabalho precisa de pessoas capacitadas para atuar, portanto, esteja atento às oportunidades! Para saber de outras possibilidades, visite o link e fique por dentro de tudo: pronatec2017.pro.br

Graduação

Enquanto a formação do curso técnico terá seu foco voltado para cargos específicos, a graduação pode abrir um leque maior de opções no mercado.

A graduação dispõe de um procedimento mais vasto, possibilitando diversas áreas de conhecimento e diferentes atuações no mercado de trabalho.

O diploma de graduação pode abrir ótimas oportunidades para você, proporcionando possibilidade de crescimento na sua área. Para o sucesso profissional, o curso de nível superior é um degrau indispensável.

Vale a pena fazer o técnico antes?

Como você pôde notar, ambas as formações são muito viáveis para o currículo profissional. Mas será que vale a penar fazer o curso técnico antes da graduação?

Esta modalidade de ensino dispõe de diversos benefícios. Para quem precisa ingressar no mercado de trabalho com urgência, o técnico pode ser uma ótima opção. Isto porque, com a graduação o estudante fica restringido a contratos de estágio em determinados períodos do curso.

O técnico também pode ser a melhor escolha para quem está sem grana. Além das várias possibilidades de realizar a sua formação de maneira gratuita, os cursos, no geral, são mais baratos que a graduação.

Nem todo mundo tem certeza da área que quer cursar, e a modalidade técnica pode ajudar você a experienciar a atuação nos cargos da área. Por isso, em algumas situações podemos dizer que pode ser positivo realizar o técnico, antes da graduação.

Quais os melhores cursos técnicos para fazer em 2019?

Os cursos técnicos estão sendo cada vez mais procurados, seja por seu tempo de duração ou o seu preço viável. Entretanto, não basta somente escolher uma formação e começar. É preciso avaliar o mercado de trabalho e as áreas que estão em alta no seu estado. Para escolher corretamente a sua atuação no mercado, veja a seguir quais os melhores cursos técnicos para fazer em 2019.

Técnico em Enfermagem

Para quem vai optar por um dos diversos cursos técnicos disponíveis, vale lembrar que a área de saúde está sendo muito propícia para Enfermagem.

O valor inicial ara esta formação pode ficar entre R$ 1.500 e R$ 2.500. Com um certificado de técnico em Enfermagem, é possível atuar em vários ambientes diferentes. O mercado é amplo e pode valer muito a pena para o ano que vem!

Técnico em Rede de Computadores

Com a tecnologia invadindo todos os ambientes do mercado, não é novidade que a demanda para a área de TI esteja maior. Por isso, você pode considerar cursar esta formação em uma escola técnica de qualidade como o Senac.

Você sabia que em algumas regiões a demanda do profissional está muito em alta? É o caso do Distrito Federal, onde você pode trabalhar como Técnico em Rede de Computadores, se formando no Senac DFpor exemplo.

Desenvolvedor Mobile

A área de TI está precisando de profissionais capacitados para trabalhar, por isso, há um grande índice de empregabilidade para o curso de Desenvolvedor Mobile.

Este profissional será responsável por elaborar, administrar e realizar a manutenção da empresa online. Em Goiás, o salário médio para este cargo é superior a maioria dos estados. Verifique a oferta de cursos do Senac GO e se informe!

Técnico em Segurança do Trabalho

Sendo um profissional extremamente requisitado na maioria das empresas e ambientes de trabalho, o Técnico em Segurança do Trabalho poderá encontrar um mercado muito amplo para trabalhar.

O curso dura em média dois anos e a remuneração base para este cargo pode ser de R$ 2.958 no comércio. Portanto, para quem está pensando em começar um técnico no ano que vem, Técnico em Segurança do Trabalho é uma boa opção.

Técnico em Mecânica

Responsável pela produção, montagem e instalação de equipamentos, assim como máquinas nas empresas e indústrias, o Técnico em Mecânica  pode esperar uma alta na demanda da área para o ano que vem.

Com o crescimento da empresa, as vagas para esta formação aumentam. O salário médio é de R$ 2.045,18.

Universidades com vestibulares mais concorridos do Brasil

É possível ingressar em algumas universidades através do Exame Nacional do Ensino Médio, assim como do vestibular próprio. Ambas as formas de ingresso são muito concorridas e vale a pena se preparar com antecedência. Você sabe quais são as universidades com vestibulares mais concorridos do Brasil? Confira o texto a seguir e saiba de tudo:

Universidade Federal do Paraná – UFPR

A Universidade Federal do Paraná, além de estar entre as melhores do país, também estão entre as mais concorridas. Para ingressar na instituição pública, os estudantes começam a se preparar até um ano antes do exame. Por isso, quem quer começar um curso em breve, não pode deixar de conferir a inscrição vestibular UFPR 2019.

Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP)

A UNICAMP tem um dos cursos de Medicina mais concorridos e o ingresso para as outras áreas não é tão diferente. A universidade é muito importante para o âmbito de pesquisa no país. Há um grande índice de estudantes que desejam cursar uma graduação na Universidade Estadual de Campinas, por isso, vale a pena conferir a nota de corte do seu curso preferencial e qual a pontuação necessária.

Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG)

Outra instituição bastante concorrida, é a Universidade Federal de Minas Gerais. A relação candidato/vaga é muito disputada, portanto, pode ser difícil ingressar na UFMG. A universidade ganha destaque na concorrência do curso de Publicidade e Propaganda.

Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS)

Sendo uma das maiores e mais importantes universidades do país, a Universidade Federal do Rio Grande do Sul tem um dos cursos de medicina mais concorridos do país. Por ser uma instituição modelo, muitos estudantes almejam ingressar na UFRGS e é necessário se preparar bastante para garantir a sua entrada.

Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ)

A Universidade Federal do Rio de Janeiro dispõe de diversas iniciativas de pesquisa assim como uma ótima equipe de professores, devido a isto, a demanda de vagas é muito grande. Vale lembrar que a UFRJ tem excelência em qualidade de ensino,assim como na formação de ótimos profissionais para o mercado de trabalho.

Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC)

A relação candidato/vaga da Universidade Federal de Santa Catarina é muito disputado, seja pela infraestrutura da universidade ou por sua qualidade de ensino. A instituição dispõe de um dos cursos de Medicina mais disputados do mercado, e para garantir a sua entrada na UFSC é necessário atingir grandes pontuações.

Como se preparar para as provas estudando poucas horas?

Para alcançar uma boa pontuação em qualquer tipo de prova, não tem jeito, é preciso estudar! Mas para quem não tem tempo ou não está disposta a passar horas e horas estudando, saiba que através de organização é possível conquistar uma boa nota em qualquer exame. Você sabe como? Confira a seguir como se reparar para as provas estudando poucas horas por dia.

Utilize o melhor material

Além de estudar o que foi passado durante os dias de aula, é necessário utilizar material para complementar o preparo.Existem diversas formas de se preparar com material online, como é o caso do caderno do aluno.

Este tipo de conteúdo complementar é muito importante para abordar as matérias e exercitar o que foi estudado. Muitas escolas e professoras recomendam a utilização da apostila do aluno e vídeos para a preparação dos estudantes.

Crie uma rotina de estudo

Não basta só ter o melhor material a sua disposição, é importante criar a prática do estudo. Com uma rotina bem organizada é possível estar preparado sem estudar tanto.

A intenção é distribuir a carga de estudo durante os dias, para assim, não precisar estudar tanto quando estiver próximo a data de avaliação. Um período entre uma e duas horas é suficiente para preparação, se for praticado com muita antecedência. Se tiver menos tempo para se preparar, aumente a carga.

Exercite o conteúdo

Além de ler o conteúdo das matérias, é preciso praticar. Em materiais como o caderno do aluno e a apostila do aluno, você poderá encontrar exercícios para realizar.

Vale lembrar que a prática de questionários é indispensável para a fixação de conteúdo. Se possível, pratique com avaliações antigas das matérias em questão.

Não acumule matéria

Se conseguir organizar corretamente a sua rotina de estudos, você evitará o acumulo de matérias e terá mais tempo para entender todos os assuntos.

Sem contar que novos assuntos serão abordados durante as semanas, então quanto antes você conseguir compreende-los melhor será a sua performance na avaliação.

Faça anotações

Faça anotações com suas próprias palavras de todo conteúdo visto. Uma boa dica para esta prática, é escrever tudo à mão, sem utilizar o computador, para ajudar na fixação da matéria.

Faça uma revisão

Se fizer corretamente as suas anotações, ficará mais fácil de fazer a sua revisão geral quando estiver mais próximo da prova. É importante praticar todo o conteúdo através de questionários e atividades com cada assunto.

4 Dicas para conseguir uma bolsa de estudo sem o ENEM

Como sabemos o ENEM corresponde ao Exame Nacional do Ensino Médio e o resultado do mesmo padroniza a distribuição de bolsas de estudos na rede pública e privada, permitindo que os jovens adquiram formação superior de qualidade.

Mas em alguns casos, seja por perder a data de inscrição, não atingir a pontuação requerida ou simplesmente por optar não fazer o exame, diversas pessoas se deparam com a questão ” Como conseguir uma bolsa sem o ENEM?”

Saiba que isto é possível! Veja a seguir 4 dicas para conseguir uma bolsa de estudos sem precisar fazer o exame:

Educa Mais Brasil

Muitos estudantes já se beneficiaram desta opção e ela tem ficado cada vez mais popular. Isto porque a inciativa do Educa Mais Brasil oferta diversas bolsas em centenas de instituições de qualidade e dispensa a pontuação do ENEM! Ou seja, você pode utilizar o benefício sem requisitos rígidos.

Para quem está pensando em começar uma faculdade em breve, é viável conferir o Educa Mais Brasil 2019 e conferir as vagas para a sua região. Através do programa, você pode conseguir bolsas de estudo de até 70%. Depois que conseguir a sua vaga, os descontos vão até o final do curso!

Vestibular Próprio

Outra opção válida que também dispensa o exame é o vestibular próprio. Como você já sabe, o Enem padronizou o ingresso por parte dos estudantes na universidades, entretanto, ainda há algumas delas que não aderiram ou aderiram parcialmente a este sistema. Estas instituições públicas dispõem de vestibular próprio.

Não são todas as universidades que tem esse tipo de vestibular, portanto, você deve pesquisar antes. As datas e inscrições para a prova são independentes, então vale ficar de olho nos prazos de cada instituição. O vestibular próprio permite aos candidatos a chance de ingressar na rede pública, mas são muito concorridos.

Quero Bolsa

Um opção semelhante ao Educa Mais Brasil, é o Quero Bolsa, sistema online que permite que estudantes encontrem a sua faculdade ideal. Como as outras dicas, esta também não exige que o participante tenha realizado o Exame Nacional do Ensino Médio, por isso, pode ser uma ótima opção para você.

Os descontos são diversos em muitas instituições de qualidade, basta verificar as ofertas para o seu curso e região. A pré-matrícula é realizada online.

Pronatec

O Pronatec é um programa direcionado a pessoas que querem começar um curso técnico. Mesmo não sendo direcionado ao nível superior, o Pronatec é uma ótima opção para conseguir bolsas de estudo integrais nas melhores escolas técnicas do país.

A oferta de vagas é muito grande e o melhor é que você pode conseguir uma formação profissional dentro de 4 anos e curso. Vale a pena considerar o programa!

Saiba o que acontece caso você não pague o IPTU

O IPTU, Imposto Predial e Territorial Urbano, é um imposto anual obrigatório para todos os proprietários de imóveis em área urbana. A taxa do imposto é o valor do imóvel sobre o imposto pago por ele. Se mesmo ciente dos cálculos, você acabou não realizando a quitação da taxa, existirão consequências. Descubra a seguir o que acontece caso você não pague o IPTU.

O valor do IPTU, no geral, depende do metro quadrado do terreno, de onde ele está localizado e do tamanho da área construída no terreno. Quem mora em área rural paga o ITR, Imposto Territorial Rural, e os valores são julgados da mesma forma do imposto urbano.

Não paguei o IPTU, o que acontece?

Não pagar este imposto pode causar muita dor de cabeça. A primeira consequência serão as multas geradas pelo atraso. A porcentagem de juros é aplicada ao valor diariamente. O valor não ultrapassa os 20% do valor do imposto. Se após as cobranças, você ainda não quitar a divida, o seu nome pode ir parar nas listas de mau pagadores.

Se as multas se acumularem, o seu imóvel pode vir a ser inscrito na divida ativa da cidade. Isso quer dizer que, as multas geradas pela falta do pagamento podem levar a sua propriedade a leilão.

Como posso pagar o IPTU atrasado?

As porcentagens diárias sobre o valor do IPTU são muito diárias, então esteja preparado para uma correção monetária considerável. Quem paga o IPTU à vista antes da data de vencimento, recebe desconto no valor. Mas quem paga após o vencimento, mesmo realizando pagamento à vista, não recebe desconto.

Caso queira quitar seu débito, você precisará emitir pela internet a 2ª via do boleto. No site oficial da prefeitura de sua cidade, forneça seus dados pessoais para acessar a emissão do seu IPTU. O valor do novo boleto já virá corrigido com os juros e com uma nova data de pagamento.

Você pode parcelar o débito. Se vir a atrasar alguma mensalidade, seu nome ainda pode entrar na Divida Ativa da sua cidade. O pagamento do boleto pode ser realizado em qualquer agência bancária, lotérica ou até por serviços via internet.

Para não acabar com uma divida pendente, fique de olho nas informações sobre o IPTU de sua região. Busque na internet sobre o imposto da sua localidade, por exemplo: IPTU RJ, IPTU GO, IPTU MG. Esteja atento às datas e não deixe que o valor do IPTU surpreenda as suas finanças.

Perdi as inscrições do Enem! O que fazer?

O Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) é uma das principais formas de acesso à educação superior, onde o candidato pode utilizar a nota obtida para concorrer a vagas nos programas do Ministério da Educação, como o Sisu, Prouni e o Fies. 

A nota do Enem também pode ser usada para substituir o vestibular tradicional de instituições de ensino superior públicas e privadas. O Exame é realizado anualmente, para avaliar os conteúdos estudados durante o Ensino Médio.

Em 2018, foram registrados 5.513.662 de candidatos inscritos para realizar o Exame. Mas se você perdeu as inscrições do Enem não precisa esperar até o ano que vem para começar a estudar em uma instituição de ensino superior.

No mercado da educação do Brasil existem diversos programas de iniciativa privada que disponibilizam bolsas e financiamento que te ajudam a melhorar o currículo sem a necessidade de ter feito a prova do Enem.

Confira, a seguir, dois desses programas que selecionamos para que você não desista de impulsionar seu currículo com um curso de ensino superior.

Quero Bolsa

O programa Quero Bolsa, por exemplo, criado em 2012, é um site especializado na oferta de bolsas de estudos que disponibiliza descontos de até 75% no valor de mensalidades. As bolsas duram até o fim do curso e podem ser encontradas em diversas instituições privadas no País.

O Quero Bolsa 2019 não exige que o candidato tenha realizado a prova do Enem. Também não é preciso comprovar renda e não há cobranças de renovação da bolsa.

O Programa lida com as vagas disponibilizadas pelas instituições que não conseguiram ser preenchidas pelos processos normais de seleção. O site negocia os descontos e divulga as oportunidades no portal.

Para garantir uma bolsa você precisa acessar o site do programa e preencher os dados que são solicitados, como por exemplo a cidade que o candidato pretende estudar, qual o curso, se é graduação ou pós-graduação, qual a instituição que prefere e se a modalidade será presencial ou a distância. Também é possível informar até quanto pode o candidato pode pagar.

Após buscar as opções desejadas, o site divulga caso haja bolsas disponíveis de acordo com os dados que o candidato preencheu. Caso não apareça nenhuma opção vaga disponível de acordo com as preferências, o Programa disponibiliza outras alternativas que se assemelham com suas preferências.

Educa Mais Brasil

No entanto, existem outras opções, como o programa Educa Mais Brasil que oferece descontos de até 70% no valor da mensalidade de diversos cursos, como por exemplo os de educação básica, graduação, pós-graduação, técnicos e pré-vestibular.

São mais de 18 mil instituições brasileiras parceiras do Educa Mais Brasil, entre elas universidades, centros universitários, faculdades, colégios e escolas técnicas.

Quais os principais benefícios sociais e trabalhista

Como trabalhador ativo todos possuímos direito a ter acesso a alguns benefícios. Além do salário pago há dois tipos de benefícios divididos entre sociais e trabalhistas. Conheça cada um e saiba quais são obrigatórios ou não. 

Os principais benefícios sociais

A maior parte das empresas costuma oferecer a seus contratados o que se chama “pacote de benefícios”. Eles podem ser de cunho social ou trabalhista. Os trabalhistas são obrigatórios por lei de acordo com a Consolidação das Leis de Trabalho, os sociais não. 

Um benefício social ofertado a um funcionário pode ser classificado em recreativo(lazer), supletivos(extras em nada vinculados com sua função) e assistenciais(para melhorar a qualidade de vida do funcionário). Os principais benefícios sociais ofertados são:

Assistência médica – nenhuma empresa é obrigada a ofertar plano de saúde, mesmo sendo comum no mercado. Plano de saúde e odontológico são considerados itens extras de agrado para cuidar da saúde do trabalhador. Pode haver desconto na folha de pagamento mas nunca mais que 5%. 

Reembolso de medicamento – as grandes empresas ajudam o funcionário cobrindo os custos com remédios de uso contínuo. É preciso apresentar a receita médica e com renovação constante para poder ter direito ao benefício, com reembolso no salário ou conta bancária.

Clube de campo – muitas empresas ofertam associação exclusiva para funcionários em clubes. São grandes exemplos o Banco do Brasil, Sesc, Caixa Econômica Federal, mas há muitas outras. É uma forma de ajudar a melhorar a qualidade de vida dos contratados. 

Seguro de vida e previdência privada em grupo de funcionários – os fundos de investimentos fazem este tipo de investimento coletivo tanto para ajudar no lucro do fundo como garantir uma melhor aposentadoria para os funcionários. Um dos exemplos é a BB Previ do Banco do Brasil, previdência privada apenas de funcionários. O Banrisul e outros bancos possuem, assim como empresas.

Pagar cursos de formação e capacitação – é um extra muito apreciado. Algumas empresas investem em cursos de pós graduação e mestrado visando ter um funcionário muito mais capacitado e executando melhor a sua função. 

Os principais benefícios trabalhista

Com os benefícios trabalhistas não existe outra forma: a empresa precisa fornecer. São garantidos por lei e o descumprimento gera multa para a empresa e pagamento retroativo ao funcionário. Os principais são:

Vale transporte – nenhum trabalhador deve pagar para se deslocar de sua casa para o trabalho. Por isso em alguns anúncios de vaga o contratante já informa qual o valor máximo disposto a pagar com transporte.

Vale refeição – auxiliar com a cesta básica mensal (vale alimentação) é um extra, mas o vale refeição é obrigado para uma carga horária superior a seis horas. O valor deve cobrir uma refeição de acordo com a cidade ou região. 

Férias remuneradas – ao menos uma vez a cada 12 meses o empregado pode parar por 30 dias corridos para uma folga. A melhor data para essa pausa acontecer pode ser negociada entre empregador e empregado, mas não deixando acumular duas férias.

Décimo terceiro salário – o mesmo valor pago ao longo dos 12 meses de trabalho deve vir no fim do ano. Mas a empresa pode dividir o pagamento em até três vezes.

FONTE: http://xn--cartocidado-c8ag.com/extrato-fgts-2018/

Como funciona a isenção IPVA para deficientes

Deficientes físicos e mentais no Brasil possuem alguns benefícios fiscais, dentre eles a isenção do IPVA. É uma forma do Governo Federal ajudar a quem possui alguns obstáculos de locomoção e necessita de um veículo para melhor qualidade de vida. Saiba como funciona a isenção do IPVA e como obter. 

IPVA deve ser pago todos os anos

Não importa se você anda muito ou pouco com seu carro, moto ou caminhão. Sendo proprietário de um veículo para fins comerciais ou pessoais é preciso pagar o IPVA. O Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores é nacional e no geral cobrado sempre no primeiro trimestre de cada ano. 

O IPVA é a principal forma do Detran (Departamento de Trânsito) arrecadar dinheiro para as obras em vias públicas. Sinalização, recapeamento e construção de avenidas e BRs é tudo com essa verba. Se não há pagamento temos péssimas condições nas estradas. E infelizmente muitos deixam de pagar e dão preferência pela irregularidade.

O boleto é enviado para o endereço registrado no Detran com duas opções de pagamento: à vista com 10% de desconto e em parcelas no valor integral. A data limite é quando vence a primeira parcela e dai o proprietário fica em atraso. 

O que não acontece se não pagar o IPVA?

  • O documento do veículo não é emito e o proprietário começa a andar com ele vencido;
  • Documento vencido gera multa e apreensão do carro.

Isenção de IPVA para deficientes físicos

Existem dois grupos de proprietários de veículos os quais não precisam pagar IPVA: portadores de necessidades especiais e os portadores de doenças terminais. É entendido pelo Detran e Governo Federal que tais grupos necessitam de um veículo para locomoção e possuem dificuldades financeiras para isso. 

Mas a isenção do IPVA possui algumas regras tanto para o IPVA 2018 RJ como para todos os Estados. São elas:

  • O veiculo deve ser do ano e adaptado em caso de deficiência física;
  • O portador deve ser o proprietário;
  • Tendo dois veículos apenas um é isento do imposto.

Há ainda outros benefícios para os deficientes na compra do veículo. São isenção em IPI, IOF e ICMS. Também não necessita participar de rodízio municipal.

Como conseguir isenção no IPVA para deficientes?

O primeiro passo é obter um laudo médico oficial informando a sua condição. Vale tanto para o portador como para terceiros se forem dependentes de quem for o motorista. Exemplo: crianças com deficiência física cujos pais precisam do veículo para locomoção. 

O laudo pode ser obtido no INSS através de agendamento de consulta. Após esta etapa o documento deve ser levado à sede mais próxima da Secretaria da Fazenda (Sefaz) junto com os dados pessoais do proprietário como documento oficial com foto e comprovante de residência.

Deve-se levar também para a Secretaria da Fazenda;

  • Uma cópia do documento de compra do carro;
  • Cópia autenticada da nota fiscal do serviço de adaptação do seu veículo – caso seja preciso uma adaptação;
  • Declaração que irá possuir apenas um veículo com a isenção de IPVA – ela é retirada no site do Detran de sua cidade.

 

 

Como Funciona a Restituição do Imposto de Renda?

O Imposto de Renda é a arrecadação do Governo Federal sobre a renda de cada brasileiro. Ganhar salário significa ter imposto a pagar ou não, depende do valor recebido. As regras do Imposto de Renda 2018 continuam as mesmas dos anos anteriores e há restituição para quem pagou a mais. Saiba mais a seguir.

Como funciona o Imposto de Renda em detalhes

Todos os gastos e ganhos dos brasileiros é controlado pela Receita Federal. Para alguns parece desnecessário o Governo controlar seus ganhos também, mas há o motivo. Como ele pode arrecadar dinheiro e saber se os impostos estão sendo pagos por empresas e pessoas sem controle? Por isso a declaração do Imposto de Renda (IR) é necessária.

A declaração é um documento a ser preenchido todos os anos de acordo com os rendimentos de pessoa física ou jurídica até o dia 31 de dezembro no ano anterior. Quem é dono de empresa declara duas vezes: como pessoa física e da sua empresa. Crianças não declaram porque são dependentes dos pais ou responsáveis legais.

No documento de IR consta um formulário para preenchimento virtual com todos os gastos e ganhos de uma pessoa ou de uma pessoa jurídica. Ele anota o salário, ganhos diversos com renda extra (venda de imóveis, pensão, dentre outros) e também os gastos fixos com nota fiscal. Vale educação, saúde, empréstimos, financiamentos, dentre outros.

Abatimentos do Imposto de Renda

O imposto é cobrado sobre todo o faturamento anual. Contudo, ele não é pago duas vezes e por isso há abatimento e restituição. Se há gastos com serviços os quais a união não está sendo eficiente e incidem impostos sobre eles, não é preciso pagar imposto.

Podem gerar abatimento no imposto de renda:

Gastos com educação – escola, universidade, berçário, dentre outros semelhantes;
Gastos com saúde – plano de saúde, cirurgias, procedimentos médicos desde que tenham sido emitidas notas fiscais;
Gastos com dependentes – pensão alimentícia, alimentação e vestuário de filhos e dependentes legais (estipulados por lei).
Tais gastos extras devem ser notificados na declaração no momento do formulário. No cruzamento de dados de notas emitidas pelas empresas e seus gastos declarados a Receita Federal verifica a veracidade das informações e pode abater do imposto a ser pago.

Como funciona a restituição do IR

A regra básica da restituição do Imposto de Renda é bem simples. Se uma pessoa recebe um salário alto ou uma empresa fatura muito ela paga imposto para o Governo Federal (mesmo gastando muito). Mas se ela ganha pouco e gasta muito então ela possui valor a receber.

A restituição é a Receita Federal devolvendo os impostos pagos duas vezes. Se você faz um serviço com um médio e ele emite nota fiscal, foram pagos os seus impostos e os dele, então você recebe o seu de volta. Apenas um deve pagar pela transação financeira.

Todos os anos a Receita Federal recebe as declarações, faz a sua verificação e de acordo com os ganhos e gastos devolve o valor na conta corrente informada no formulário. Isso acontece em lotes informados no site do órgão e nas mídias principais de jornais, revistas e TV.

FONTE: http://irpf2017.org/imposto-de-renda-2018/